Protestos na Venezuela deixam dois mortos e mais de 100 detidos

News3

A repressão contra “mãe de todas as marchas”,  manifestação convocada pelos opositores ao governo de Nicolás Maduro, registrou a segunda morte na tarde desta quarta-feira, na VenezuelaPaola Ramírez Goméz, de 23 anos, foi assassinada com um tiro na cabeça durante uma manifestação em San Cristóbal, no estado de Táchira. 

Ver imagem no Twitter

Mais cedo, o adolescente Carlos José Moreno Baron, de 17 anos, também foi morto na região onde acontecia um protesto contra Maduroem Caracas. Segundo a família, Baron não participava das movimentações.

Os meios de comunicação locais responsabilizam as milícias armadas pelos crimes.

Compartilhe:

Deixe seu comentário