Avalie o site

Marina Silva perder eleitores para Bolsonaro

News3

Jair Bolsonaro (PSL) vai disputar boa parte dos votos evangélicos com a Marina Silva (Rede), mas seu posicionamento contra o aborto pode levá-lo a conquistar o voto dos mais conservadores.

Marina defende a criação de um plebiscito para que a população brasileira decida legalizar ou não a interrupção da gravidez. Seu vice-presidente, Eduardo Jorge (PV), é totalmente favorável à descriminalização da prática, assim como é favorável à descriminalização das drogas.

Bolsonaro é contrário ao aborto e segundo o colunista Igor Gadelha, da Crusoé, o presidenciável usará essa diferença em suas campanhas eleitorais para atrair os evangélicos que, assim como ele, não são favoráveis à legalização do aborto.

Mas a diferença entre os dois candidatos vão além, Marina segue uma cartilha progressista, voltada à esquerda política, logo, tem atraído igrejas evangélicas menos conservadoras e defendem este espectro político. Entre os líderes que já confirmaram apoio à ex-senadora temos Caio Fábio, da Caminho da Graça, e Ed René Kivitz, da Igreja Batista da Água Branca, em São Paulo.

O candidato do PSL, por sua vez, conta com o apoio declarado do pastor Silas Malafaia, um dos maiores críticos da esquerda no Brasil. Mais conservador, Bolsonaro é um candidato de direita e tem atraído lideranças evangélicas com este mesmo pensamento.

Compartilhe:

Deixe seu comentário